Felicidade é fazer o que você quer – não só o que você “tem que”

Nas últimas semanas, eu desacelerei. Tudo que parecia importante ou urgente se dissolveu. Em outras épocas, eu teria ficado desesperada por estar diminuindo o ritmo Mas foi a melhor coisa que me aconteceu.

Mesmo depois de ter diminuído a velocidade, a voz de cobrança aqui dentro continuou gritando por um bom tempo…
“como assim dia de folga durante a semana?”
“como assim você está com horários livres?”
“como assim você vai assistir filme a tarde?”
“como assim você vai passear com a sua dog no final da tarde”
“VOCÊ TEM QUE TRABALHAR SENÃO VOCÊ NÃO VAI CRESCER”
“FIQUE NA FRENTE DO COMPUTADOR E PRODUZA ALGUMA COISA!”
“VOCÊ TEM QUE TRABALHAR MAIS DO QUE TODO MUNDO”
 
Num lampejo de consciência me dei conta: cara, eu não “tenho que” nada!
felicidade é quando você consegue fazer o que quer e não somente o que tem que fazer
Chega uma hora que essa voz enche o saco e finalmente a gente consegue se libertar.
 
o trabalho precisa fazer bem para todos: não só para os outros, mas para nós também. E se tá difícil ou custoso, tá errado: é hora de mudar de rota.
 
e quando falo de trabalho, não me refiro somente as atividades ou áreas de atuação, mas também à maneira que estamos conduzindo todos os nossos processos profissionais.
 
Porque é quando nos questionamos que vem a consciência e nos tira do buraco de pensamentos acelerados e derrotistas.
 
é nessa hora que conseguimos, finalmente, ter noites bem dormidas, regular a alimentação, nos tornar mais produtivos, reencontrar o prazer, se conectar com as pessoas e dedicar tempo para quem amamos, nos comunicar melhor e entender de forma clara tudo o que está acontecendo:
 
É nessa hora que conseguirmos fazer o que REALMENTE queremos fazer.
 
Fazer o que queremos não se resume apenas a lazer, mas sim, fazer o que está alinhado à nossa essência e propósito no contexto atual. Isso é felicidade!
 
Por isso, desejo que a gente consiga fazer o que QUEREMOS fazer e que consigamos nos libertar de todos os “TEM QUE” da nossa vida.
 
Que possamos nos libertar de todas as obrigações que matam a nossa essência aos poucos.
 
Que possamos encontrar a verdadeira paz, a verdadeira harmonia e a verdadeira felicidade. Que todos os seres sejam felizes!
Curta a página para mais conteúdos inspiradores: https://www.facebook.com/apamellabotelho/
Abraços, 
Pam

Não disfarce as evidências

Você já se sentiu extremamente perdido com as decisões que tem que tomar na vida?

Percebeu que estava indo num caminho que fazia um mega sentido, mas de repente você não faz ideia do que tá acontecendo?

Sentiu que as coisas vão acontecendo numa velocidade absurda, mas nem consegue mensurar os resultados que cê tá alcançando?

Fica sussa, você não é o primeiro, nem único, nem o ultimo ser a passar por isso. Estamos no mesmo barco!

A vida nos dá inúmeras evidências se estamos no caminho certo ou não. A chave é a observação.

É engraçado, porque toda vez que sinto que tô fazendo tudo errado e penso em desistir das coisas e ir morar no meio do mato, surgem as evidências:

  • um cliente novo interessado no trabalho de coaching
  • um convite para palestra ou parceria
  • uma música ou texto que fala exatamente o que eu precisava ouvir
  • um feedback de cliente contando que conseguiu realizar um objetivo

Todas essas evidências fazem com que eu me mantenha em meu caminho de desenvolvimento de pessoas.

São sinais pequenos e sutis, mas que fazem toda a diferença. Quando essas coisas acontecem, consigo recuperar a energia e motivação.

Por que são provas de que toda a ação está dando frutos.

“Ah Pam, mas eu não consigo ver essas evidências”

Pede ajuda!

Conversa com quem realmente quer te escutar, fala o que você tá sentindo. Coloca pra fora essa angústia por não estar conseguindo resolver sozinho/a o que tem que ser resolvido. Mas acredita: as evidências tão lá.

E você só pode tomar a decisão quando perceber as evidências.

Na dúvida: quando se sentir perdido/a, o melhor GPS é o seu coração.

Olha pra dentro. Se tá difícil, demorado, custoso, muda de rota!

Você não está sozinho, ser! Lembra disso =)

Abraços,
Pam

Estive pensando…

Ou você achava que eu também não me perdia em pensamentos? 

Estou com vários dilemas na cabeça nos últimos tempos. E esses pensamentos viciosamente circulares me consomem uma energia que cês não tem noção.

Por esse grande cabeção passam questões como:

  • A figura pessoal e a profissional devem ser diferentes?
  • Por que estou tão preocupada com o que vão pensar ou com a imagem que vou passar?
  • Por que, de repente, quis separar perfis profissionais e pessoais se sou a mesma pessoa?

Por que tantas dúvidas, meudeus?

 

Resolvi organizar meu blog e minha página do Facebook. Para minha grata surpresa, notei que nos últimos dois anos criei conteúdos bem bacanas. Mas sabe o que é engraçado? Notei a formalidade que sinto necessidade de passar aqui, nesse blog e nas outras redes. Notei a falsa segurança proporcionada pela máscara profissional que – por algum motivo – resolvi vestir nos últimos anos.

Máscaras não libertam. Elas aprisionam. Nos mantém presos só porque temos uma “imagem a zelar”. Qual seria a outra imagem que não a de ser humano em evolução – categoria essa que se enquadram todos os outros seres?

Ora, não há segredo, Pamella: desapegue dessa máscara, deixe ir todos os julgamentos internos. Já lhe foi dito mais de uma vez que és uma pessoa assim, desse jeito cheio de vida. Do que adianta ser séria e contida nas redes e quando abrires a boca presencialmente, mostrar vida e empolgação – que veja só, é exatamente isso que querem encontrar quando te procuram?

Quer ser a pessoa que fala gírias, palavrões e memes? Quer ser a pessoa espontânea, que arranca sorrisos naturalmente, que fala rápido no dialeto próprio? Quer ser a pessoa que fala coisa séria de forma engraçada?

Apenas seja!

Abraços,
Sua Consciência.

Quais as etapas do processo de coaching?

Definir metas e planejar os caminhos a seguir faz parte do processo de coaching, mas só funciona se VOCÊ estiver disposto.

É possível observar o crescimento do mercado de coaching no Brasil. Mas ao contrário do que algumas pessoas acham, isso não é uma moda passageira.

A geração dos coaches veio para ficar. E provam da sua essência e do seu valor através de cada conquista, cada meta e objetivo alcançados pelos seus inúmeros clientes.

Apesar de tantas propagandas e informações espalhadas pela internet, você sabe quais são os processos que o coach utiliza para ajudar seus clientes a aumentar suas performances e ter uma evolução consciente?

O-que-é-que-faz-um-Coach

Esse artigo veio para esclarecer pontos importantes, mas o primeiro passo é deixar claro é que não existem mágicas. Essas fórmulas milagrosas que muitos divulgam pela internet, não condizem com o trabalho sério de um coach. Não acreditem em fórmulas prontas. O sucesso é diferente para cada pessoa, e as grandes conquistas acontecem através de pequenas metas, ou seja, um passo de cada vez, juntamente com um profissional para nos dar um norte.

Esse profissional é o coach. E cada um utiliza um método diferente de trabalho, mas o objetivo de todos é fazer com que seu cliente alcance as metas que ele próprio colocou na sua vida, sejam elas profissionais ou pessoais.

O coach trabalha para que as pessoas voltem seus olhares e sua atenção para si mesmas. Ajuda a sair do tal “piloto automático” que é tão comum no mundo em que vivemos. Esse piloto automático, chamamos de zona de conforto.

Se está bom, não há nenhuma melhora. Se está ruim, não conseguimos sair do lugar. Esse é um assunto muito legal e extenso, e por isso vamos tratar dele com mais profundidade em um outro artigo, ok!?

Muitas pessoas que me procuram já estão cientes que precisam fazer algum movimento em suas vidas para que uma mudança aconteça. A mudança pode ser tanto por motivos profissionais quanto pessoais, ou até mesmo os dois. O importante é conseguir atingir as metas estabelecidas através do seu potencial máximo.

Outro ponto importante é que você pode ter o objetivo que quiser, mesmo que sinta que ele é inalcançável. Lembra que falamos sobre o passo-a-passo? Não existe mágica.

Personal development (personal growth), success, progress and potential concepts. Male coach (human resources officer, supervisor) draw stairs to help employee with his growth.

É necessário trabalhar com muito planejamento, traçando pequenas metas reais e possíveis, e determinar prazos. Para que a cada meta alcançada, você se sinta mais perto do seu objetivo e tenha o gosto das pequenas conquistas.

Você nunca se sentirá sozinho nesse caminho. É necessário manter encontros frequentes com os clientes, podendo ser semanais, quinzenais e até mensais. O mais importante é que você sinta que está no caminho certo para o seu objetivo.

E que se sentir vontade de desistir, seu coach estará ao seu lado para dar todo o suporte necessário.

Por essas e muitas outras razões é que o coaching é uma excelente alternativa para quem busca a evolução consciente, o aprimoramento de suas habilidades individuais e o aumento de sua performance.

Comece!

start-comece-jornada-inspiração-evolução

O passo mais importante já foi dado.

Sei que você já está numa jornada de descobertas e já tem muita história pra contar.

Sei também que a vezes dá um medo absurdo do desconhecido e muitas vezes nos sentimos desmotivados pra seguir o caminho.

Mas sério, não precisa ter medo.

Um passo de cada vez. Aos poucos.

Aproveite a brisa no rosto. Aproveite a paisagem.

Esteja presente. Mantenha sua curiosidade ativa.

Busque.

Comece!

 

A relação entre desapego e pão francês

Desapego-pao-frances

Já sabemos o quão difícil é o desapego.

Sabemos o que é, sabemos como fazer… Apenas não fazemos.

E entre “saber fazer” e “fazer de fato” há um gigante abismo.

Porém, em uma sessão de mentoria na última semana minha percepção sobre o desapego mudou drasticamente.

Descobri que se transformarmos nossos problemas em um pão francês, tudo fica muito mais simples de entender.

Para explicar de forma mais clara, vou voltar um pouco na história para (tentar) melhorar o entendimento.

Todo o sofrimento que temos na vida provém do apego (que pode ser desejo ou aversão) que temos pelas coisas. Para nos livrarmos do sofrimento, portanto, temos que nos livrar do apego – desapegar. Assim, poderemos encontrar a verdadeira felicidade.

Só que nem tudo é fácil desse jeito.

Quem está apegado muitas vezes nem sabe que está apegado. É como ter nascido e crescido no mesmo lugar e não conhecer nada além das fronteiras conhecidas. Continuar pensando da mesma forma é estar numa fronteira conhecida, é estar numa zona de conforto. E como sair dessa zona?

Basta escolher ver diferente.

A situação vai continuar a mesma. As pessoas envolvidas irão continuar as mesmas. Tudo vai continuar igual.

Menos você.

Porque você escolheu ver a mesma coisa de outro ângulo. Você escolheu mudar sua perspectiva.

E quando você sai dessa zona, um novo horizonte se abre. As coisas que antes impediam você de seguir em frente com fluidez (porque você estava apegado, lembra?) agora só atrapalham.

E é nesse momento que a limpeza começa. Aí que o processo de desapego se inicia. Chega a hora de limpar o que atrapalha e é aí que entra a metáfora: transformar nossos problemas em um pão francês.

Imagine que todas as coisas que te atrapalham na vida tomaram a forma de um pão francês. O pão já está velho. Mas é difícil jogar um pão inteiro fora, não é mesmo? Afinal, ainda é um alimento.

Você talvez possa pensar “Será que não posso comer esse pão? Usar pra fazer um sanduiche? Será que posso fazer torradas com ele?”. Ficamos imaginando um novo uso para aquele pão.

Analogamente na vida, é comum perguntarmos coisas como “Será que posso me desapegar desse problema agora? E essa pessoa, será que devo tentar mais uma vez com ela? E sobre essa ansiedade, estou pronta para me livrar dela?”

Percebe a força do apego?

Agora imagine que você começa a esfarelar o pão. Ele vai virar migalhas. Inúmeras migalhas menores. E é muito mais fácil de jogar migalhas fora, não é mesmo? Você não fica com preocupações do tipo “Nossa, tenho que remontar essas migalhas para virar um pão novamente”.

Migalha não é pão, é parte dele. Você não é o problema, o problema não é você. O problema é parte de você, e existe a possibilidade de transformá-lo em migalha para simplificar sua resolução. É mais fácil resolver uma migalha do que um pão inteiro.

E como transformar um pão em migalhas?

Esfarele! Transforme seu problemão em problemas menores. E vá esfarelando, esfarelando, até que as migalhas tornem-se tão pequenas, tão pequenas… Que elas não significarão mais nada.

É infinitamente mais fácil desapegar-se de “nada”, do que de um pão inteiro. 🙂

Algumas das formas práticas de reduzir seus problemas a quase nada é perguntar a você mesmo:

  • O que tem por trás disso?
  • O que acontece depois? E depois? E depois?…
  • Se eu mudar algo diferente vai acontecer. E daí? Outra coisa diferente vai acontecer. E daí?…

Vai chegar uma hora que a resposta a essas perguntas naturalmente perderá significância ou importância. Você questionará, por sua própria experiência, se é interessante continuar investindo tanta energia em uma migalha tão pequenina.

Acredite: pode até não ser fácil, mas pode ser simples.

Lembre-se do processo das migalhas e você poderá ter mais facilidade para lidar com desapegos.

Mas antes de tomar esse ensinamento (ou qualquer outro na vida) veja se faz sentido em seu contexto.  Experimente, Teste, Tente, Viva! Ficarei feliz em ouvir suas experiências.

Paz e Luz,

Pam

 

Dica de Filme – Happy

Queridos,

Espero que estejam bem!

Estou montando um treinamento novo e para isso, ando buscando muitos materiais para que seja um curso mais do que transformador.

Para essa missão, assisti o filme Happy: um documentário leve e interessantíssimo sobre a felicidade, que te convida a embarcar “em uma jornada pelos pântanos da Louisiana às favelas de Calcutá em busca do segredo da verdadeira felicidade”.

Veja o trailer abaixo:

O que é felicidade? Como ela pode se tornar  rotina? O que nos leva a ser felizes? A felicidade, na prática, está fora ou dentro de nós?

O documentário é curtinho (cerca de 1h 15m), mas essencialmente profundo em suas reflexões, e você consegue assistir no Netflix.

Se puder, reserve um tempinho no final de semana para descobrir como a felicidade pode tornar-se rotina em sua vida. Porque felicidade é uma escolha!

Lembre-se: você pode escolher ser feliz todos os dias!

Grande abraço,

Pam

Lembre-se das pessoas incríveis!

 

Nos últimos meses estabeleci uma premissa em minha vida: quero estar rodeada de pessoas incríveis.

Pessoas incríveis, em minha concepção são aquelas com quem você pode conversar sobre absolutamente qualquer coisa, sem ter medo se vão ter assunto para as próximas horas. É muito fácil reconhecer uma pessoa incrível pois as conversas com ela são atemporais. Conversar 4 horas sem interrupções e não ver o tempo passar. Porque o tempo simplesmente não existe quando se está com uma pessoa incrível.

Você aprende muito quando está com uma pessoa incrível. Mesmo sem querer, ela transborda conhecimento e intenção de ensinar a você tudo que for possível. Ela quer muito que te convidar para um mundo novo de novos aprendizados. Por que você também é uma pessoa incrível e merece fazer parte desse compartilhamento.

Uma pessoa incrível tem o poder de transformar o ambiente, onde quer que ela esteja. Ela inspira, conquista pelo exemplo. Ela é essência, transformação e harmonia. Palavras chegam a ser dispensáveis, pois ela emana boas energias e vibrações que funcionam como imãs positivos. É muito agradável estar perto de uma pessoa incrível, seja pela seu bom humor, pela sua inteligência ou pelo simples fato da paz que ela transmite.

Ouvir na essência também é uma ótima pista para identificar uma pessoa incrível. Ela ouve suas palavras, seus olhares, suas expressões, sua alma. Pelo poder da compreensão, que é dado a todas as pessoas incríveis, ela cura, ameniza, acalma. O silêncio é um poderoso professor. Os ensinamentos provindos do silêncio faz com que sua mente nunca mais volte ao tamanho normal. É isso é maravilhoso, porque ser incrível está além dos limites.

Pessoas incríveis identificam outras pessoas incríveis, por causa de uma simples lei que rege o Universo: semelhante atrai semelhante. Então, se você estiver rodeado por pessoas incríveis, fica o alerta: você também pode ser incrível!

stock_hands_up_happiness_man_by_soygcm-d557mo8

Grande abraço,

Pam

Não diminua sua velocidade!

Durante todos os meus anos, quanto mais me diziam “Vai com calma”, “Não precisa ter pressa”, “você é jovem”, “ainda tem muito tempo pela frente”, mais eu queria ir com fervor, conquistar, sem perder tempo, sem esperar pelo amanhã.

Por uns tempos realmente achei que estava indo muito depressa. Mas quer saber? Estou no ritmo que eu deveria estar. Estou conquistando exatamente o que deveria estar conquistando. Estou aprendendo justamente o que eu deveria aprender.

Agradeci todos os conselhos, todos os comentários mas… não mudei meu ritmo. Ao invés de me pedir pra diminuir a velocidade, porque a gente não se ajuda a ir mais rápido?

E agradeço a todos os “vai com calma” que recebi. Por que isso me inspirou a chegar onde estou hoje, na velocidade ideal, com tão pouca idade e tanta gratidão!

Vamos juntos porque EU ACREDITO EM VOCÊ!

Vitoria

Grande abraço,

Pam

Dica de Filme – Antes de Partir

Olá Amigos,

Espero que estejam bem!

Hoje vou falar sobre um filme que me marcou muito pela seguinte reflexão: já parou pra pensar no que você gostaria de fazer antes de morrer?

Esse filme trata justamente disso: representados por ninguém menos Jock Nicholson e Morgan Freeman, dois senhores que se conhecem num hospital e já que não tem nada a perder, criar uma “bucket list” e começam a realizar coisas totalmente fora do comum como pular de paraquedas e dirigir carros sensacionais em alta velocidade hahahahahaha

Além dos tons de ironia e comédia, a sensibilidade desse filme é incrível. Vale a pena assistir!

antesdepartir

 

Um abraço com carinho,

Pamella Botelho