Estive pensando…

Ou você achava que eu também não me perdia em pensamentos? 

Estou com vários dilemas na cabeça nos últimos tempos. E esses pensamentos viciosamente circulares me consomem uma energia que cês não tem noção.

Por esse grande cabeção passam questões como:

  • A figura pessoal e a profissional devem ser diferentes?
  • Por que estou tão preocupada com o que vão pensar ou com a imagem que vou passar?
  • Por que, de repente, quis separar perfis profissionais e pessoais se sou a mesma pessoa?

Por que tantas dúvidas, meudeus?

 

Resolvi organizar meu blog e minha página do Facebook. Para minha grata surpresa, notei que nos últimos dois anos criei conteúdos bem bacanas. Mas sabe o que é engraçado? Notei a formalidade que sinto necessidade de passar aqui, nesse blog e nas outras redes. Notei a falsa segurança proporcionada pela máscara profissional que – por algum motivo – resolvi vestir nos últimos anos.

Máscaras não libertam. Elas aprisionam. Nos mantém presos só porque temos uma “imagem a zelar”. Qual seria a outra imagem que não a de ser humano em evolução – categoria essa que se enquadram todos os outros seres?

Ora, não há segredo, Pamella: desapegue dessa máscara, deixe ir todos os julgamentos internos. Já lhe foi dito mais de uma vez que és uma pessoa assim, desse jeito cheio de vida. Do que adianta ser séria e contida nas redes e quando abrires a boca presencialmente, mostrar vida e empolgação – que veja só, é exatamente isso que querem encontrar quando te procuram?

Quer ser a pessoa que fala gírias, palavrões e memes? Quer ser a pessoa espontânea, que arranca sorrisos naturalmente, que fala rápido no dialeto próprio? Quer ser a pessoa que fala coisa séria de forma engraçada?

Apenas seja!

Abraços,
Sua Consciência.

2 comentários sobre “Estive pensando…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *